Imprensa

ANBIMA passa a considerar calls das corretoras na precificação de debêntures

A partir do dia 6 de fevereiro, os dados de precificação de debêntures da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA) passarão a considerar as ofertas de compra e de venda feitas durante calls das corretoras. Atualmente, para compor a amostra de precificação, consideram-se preços indicativos coletados com uma amostra de instituições financeiras e negócios reportados ao Sistema REUNE, plataforma de registro de negociações de debêntures no mercado secundário. As novas informações serão um filtro de ponderação dos dados enviados pelas instituições participantes da amostra de precificação.

“A iniciativa faz parte do nosso esforço de cada vez mais utilizar os dados observáveis no mercado na formação dos preços divulgados, o que traz maior robustez ao processo”, afirma Sandro Baroni, Gerente de Preços e índices.

Sobre a ANBIMA

A ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) representa mais de 270 instituições de diversos segmentos. Dentre seus associados, estão bancos comerciais, múltiplos e de investimento, asset managements, corretoras, distribuidoras de valores mobiliários e consultores de investimento. Ao longo de sua história, a Associação construiu um modelo de atuação inovador, exercendo atividades de representação dos interesses do setor, de regulação e supervisão voluntária e privada de seus mercados, e de oferta de produtos e serviços que contribuam para o crescimento sustentável dos mercados financeiro e de capitais.