• Eventos.
  • Imprensa.
  • Fale Conosco.

Boletim de Fundos de Investimentos

Alocação do Varejo nos Multimercados supera a da Renda Fixa

Os fundos de investimentos captaram em fevereiro R$ 2,6 bilhões, abaixo do patamar registrado em janeiro (R$ 26,6 bilhões). No ano, o acumulado da indústria está em R$ 29,1 bilhões contra 63,9 bilhões do mesmo período de 2017.  Entre as classes de fundos, os Multimercados foram o grande destaque no mês com captação de R$ 9,2 bilhões, seguidos dos fundos de Ações com R$ 2,0 bilhões. Os fundos de Renda Fixa registraram uma saída de R$ 5,8 bilhões, mantendo, porém, uma captação positiva no ano de R$ 7,8 bilhões.  

Entre os Multimercados, os maiores destaques da captação no mês ocorreram entre os tipos Macro e os Livres: R$ 5,2 bilhões e R$ 4,1 bilhões, respectivamente. Nos fundos de Renda Fixa, o tipo Duração Baixa Soberano captou R$ 4,7 bilhões. O tipo Renda Fixa Duração Baixa Grau de Investimento, que sistematicamente apresentava captações mensais positivas, registrou em fevereiro uma saída de R$ 13,0 bilhões.

Vale mencionar que, na movimentação entre os segmentos em janeiro, a alocação de recursos dos investidores de varejo (incluindo os de alta renda) nos fundos Multimercados superou o aporte destes agentes nos fundos de Renda Fixa (R$ 1,6 bilhão contra R$ 1,1 bilhão). Estes últimos, por apresentarem perfil mais conservador, geralmente conseguiam captar a maior parte dos investimentos do segmento do varejo.  A perspectiva de que os juros permaneçam no patamar atual por mais tempo do que o previsto – a surpresa positiva do IPCA de janeiro reforçou as apostas de mais uma redução adicional na Meta da Taxa Selic – vem estimulando os investidores do varejo a buscarem uma maior exposição ao risco, que permita alcançar rentabilidades expressivas. 

foto_boletim_FDOS1.png

Em fevereiro, a performance de 1,32% do IRF-M 1+ - carteira dos títulos prefixados de prazos mais longos (acima de um ano), foi a melhor entre os sub-índices do IMA (Índice de Mercado ANBIMA), compatível com a busca por maiores retornos. Entre os fundos de Renda Fixa, o tipo Duração Alta Grau de Investimento registrou variação de 0,62%, um dos maiores desta classe. Entre os Multimercados, o Long Short Neutro e o Direcional tiveram retornos de 1,31% e 1,23%, respectivamente. Os tipos Livre e Macro, de patrimônios mais representativos, renderam, nessa ordem, 0,69% e 0,68%.  Os fundos de Ações não repetiram a performance de janeiro, quando registraram retornos elevados – o IBOVESPA rendeu 11,14% naquele mês. O tipo Ações Livre rendeu 0,42% contra 7,03% no mês anterior.

foto_boletim_FDOS2.png