• Eventos.
  • Imprensa.
  • Fale Conosco.

Boletim de Mercado de Capitais

Captação de debêntures da Petrobras é o destaque no mês

Em fevereiro deste ano, as emissões no mercado de capitais somaram R$ 8,8 bilhões, 40,0 % abaixo do mês anterior. No ano, o resultado acumulado registra R$ 23,4 bilhões contra R$ 18,8 bilhões do mesmo período do ano passado.  Em 2019, foram registradas 84 operações contra 92 do primeiro bimestre de 2018. As debêntures em fevereiro representaram 51% das emissões domésticas com volume de R$ 4,5 bilhões, seguido das follow-ons de ações com parcela de 29% (R$ 2,5 bilhões) e dos Fundos de Investimentos Imobiliários com 8%, o equivalente à R$ 657 milhões.

 

Grafico_Emissoes.jpg

 

Vale atentar que em fevereiro, as emissões de debentures através da Instrução nº 400 foram superiores as captações via Instrução nº 476, o que não acontecia desde fevereiro de 2013, decorrente, porém, de apenas uma operação da Petrobras no valor de R$ 3,6 bilhões e que representou cerca de 80% das emissões com esse instrumento. No ano, as debêntures detêm 39% das captações domésticas, seguidos dos follow-ons de ações e dos FII com 19% cada.

As debêntures incentivadas, emitidas através da Lei nº 12.431, registraram captação de R$3,1 bilhões em fevereiro, totalizando no ano um volume de R$ 3,3 bilhões. A maior parte deste montante deveu-se à emissão da Petrobras, o que correspondeu à R$ 2,6 bilhões.  

 

Grafico_Incentivadas.jpg

 

Nas ofertas públicas de debêntures neste ano, os investidores institucionais mantiveram a maior parcela com 59,8% contra 44,4% do mesmo período do ano anterior. Os intermediários e instituições participantes ligadas à oferta detiveram 29,8% do volume ofertado contra 50,2% do primeiro bimestre de 2018. Nas ofertas das emissões via Instrução nº 476 a participação dos investidores institucionais ainda é mais relevante, correspondendo à 63,6% do volume ofertado. 

Da mesma forma que observado em janeiro, houve uma única operação no mercado externo, com a emissão de US$ 600 milhões de bônus pelo BTG Pactual. No ano, o volume captado no exterior foi de US$ 1,35 bilhões contra US$ 9,1 bilhões do mesmo período do ano anterior.