Imprensa

Relatório semanal ANBIMA: fundos têm captação líquida positiva de R$ 39,4 bilhões entre 5 e 9 de julho

Os fundos de investimento tiveram captação líquida positiva de R$ 39,4 bilhões entre os dias 5 e 9 de julho, segundo dados da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). Esse número é a diferença entre os R$ 196,2 bilhões de aportes e R$ 156,8 bilhões de resgates no período.

No ano, a classe acumula patrimônio líquido de R$ 6,6 trilhões e um saldo líquido positivo de R$ 290,9 bilhões.

Os fundos de renda fixa mais uma vez tiveram o melhor desempenho da semana, fechando com um saldo líquido de R$ 26,4 bilhões, resultado da diferença entre R$ 152,3 bilhões de aportes e R$ 125,8 bilhões de resgates. O valor foi influenciado por um aporte concentrado de R$ 29 bilhões em um único fundo.

Na sequência aparecem os FIDCs, que encerraram a semana com captação líquida de R$ 13,7 bilhões, também puxados por um movimento concentrado no valor de R$ 14 bilhões, com a diferença entre R$ 15,9 bilhões de aportes e R$ 2,1 bilhões de resgates.

Os FIPs também alcançaram saldo positivo com a ajuda de um aporte único. A captação líquida foi de R$ 197,7 milhões com um movimento concentrado de R$ 143 milhões durante o período. Fundos de ações também tiveram captação líquida positiva, fechando com R$ 85 milhões.

Entre as captações negativas, os fundos de previdência tiveram R$ 630,6 milhões de resgates líquidos no período. Os ETFs, puxados por um movimento concentrado de R$ 369 milhões, também ficaram entre os maiores resgates da semana, fechando com um saldo negativo de R$ 322,7 milhões.

Também tiveram saídas líquidas os multimercados (R$ 116,7 milhões) e os cambiais (R$ 57,3 milhões).

Confira os resultados completos.