• Eventos.
  • Imprensa.
  • Fale Conosco.

Boletim de Fundos de Investimentos

Redução das incertezas eleitorais impacta na rentabilidade da Indústria de Fundos

A redução das incertezas relacionadas ao processo eleitoral após o resultado do primeiro turno impactou positivamente a indústria de fundos de investimentos. A indústria encerrou o mês com aporte líquido de R$ 6,4 bilhões e já acumula captação líquida de R$ 76,6 bilhões no ano até outubro, ainda abaixo do resultado do mesmo período do ano passado, que havia registrado um volume captado de R$ 251,3 bilhões. Na análise das rentabilidades o resultado também foi positivo, dentro dos 46 tipos de fundo ANBIMA que acompanhamos a rentabilidade, 41 apresentaram retorno positivo, sendo que 24 deles registraram a melhor rentabilidade mensal no ano.

A classe ANBIMA Multimercados reafirmou seu papel como fonte de diversificação de investimentos e pela quinta vez no ano encerrou o mês (outubro) com o melhor aporte líquido da indústria, R$ 1,5 bilhão, acumulando no ano captação líquida de R$ 42,7 bilhões, a maior entre as classes ANBIMA. Dentro dos Multimercados o tipo Macro e Investimento no Exterior foram destaque, com captações de R$ 1,9 e R$ 1,7 bilhão no mês e R$ 24,2 e R$ 10,5 bilhões de captação no ano, respectivamente.

captacao_multimercados_112018.png

A classe Previdência obteve a segunda maior captação em outubro com R$ 1,46 bilhão, bem próximo da sua média mensal no ano, de R$ 1,6 bilhão. Logo em seguida, a classe ETF obteve seu melhor resultado, com captação líquida de R$ 1,2 bilhão no mês, reflexo de um movimento concentrado. A classe Ações obteve captação líquida de R$ 1,2 bilhão em outubro, já refletindo a melhora nas expetativas econômicas por parte dos agentes.

As rentabilidades dos tipos ANBIMA no mês de outubro acompanharam a trajetória dos principais benchmarks no mercado brasileiro. Os tipos da classe Ações apresentaram os maiores retornos, dos 12 tipos dentro dessa classe, 8 apresentaram rentabilidade superior a 10%. Na classe Renda Fixa o destaque foi o tipo Duração Alta Soberano, que rentabilizou 5,4% no mês, acompanhando os títulos públicos de longo prazo, que apresentaram as maiores altas (o IMA-B5+ obteve ganho de 10,7% em outubro). Dentro da classe Multimercados quase todos os tipos apresentaram rentabilidade positiva, a maior delas foi vista no Long and Short Direcional (5,2%).

rentabilidade_FIs_112018.png