• Eventos.
  • Imprensa.
  • Fale Conosco.

Boletim Renda Fixa

Definição eleitoral impacta positivamente títulos públicos

Em outubro o mercado de renda fixa apresentou o melhor resultado no ano, o IMA-Geral, que reproduz a variação da carteira dos títulos públicos em mercado, encerrou o mês com ganho de 3,5%. Esse movimento teve início após o resultado do primeiro turno das eleições presidenciais, no dia 07 de outubro, quando as incertezas relacionadas ao processo eleitoral se tornaram menores e o mercado reduziu o prêmio de risco cobrado dos ativos em geral, elevando os preços dos títulos, sobretudo nas carteiras de longo prazo. Em 2018, até outubro, o IMA-Geral apresenta uma performance de 7,9% contra 11,8% do mesmo período do ano passado. 

Dentre os sub-índices que compõe o IMA-Geral, o destaque no mês ficou com o IMA-B5+, que reflete a carteira das NTN-Bs com vencimentos acima de cinco anos, que apresentou o maior retorno mensal desde o início da sua série histórica em 2003, com uma variação de 10,7% em outubro. Logo em seguida, o IRF-M1+, que indica a variação dos prefixados com prazo acima de um ano, rentabilizou 4,7% no mês. No ano, esses mesmos índices acumulam ganhos de 11,6% - a melhor performance entre os sub-índices -  e 8,9%, respectivamente.

Rentabilidade_Acumulada_IMAB5_.png

Os sub-índices relacionados aos títulos de menor prazo também apresentaram ganhos consideráveis em outubro e registraram os seus melhores resultados mensais em 2018. O IRF-M1, que indica a variação dos prefixados com prazo até um ano, obteve ganho de 0,9%, acumulando 5,8% entre janeiro e outubro, e o IMA-B5, que reflete a carteira das NTN-Bs até cinco anos, rentabilizou 3,1% e 8,2%, no mês e no ano, respectivamente. No sub-índice que apresenta o menor risco, o IMA-S, que reflete as LFTs em mercado, a rentabilidade foi de 0,55% no mês.

O Índices de Debêntures ANBIMA (IDA), que reflete à performance dos títulos corporativos, não ficou de fora do movimento de ajuste e encerrou o mês com ganho de 1,6%*, acumulando no ano um retorno de 7,6%*.  O IDA-IPCA Infraestrutura  registrou variações mensal e anual de 3,7% e 10,4%, respectivamente

* Obs.: as variações dos índices IDA-IPCA ex-Infraestrutura, IDA-IPCA e IDA-Geral foram calculadas utilizando-se os valores divulgados no Aviso - 05/11/2018 no site da Associação.