• Eventos.
  • Imprensa.
  • Fale Conosco.

Imprensa

Sobem as rentabilidades dos títulos públicos de longo prazo após nova queda da Selic

A redução da Selic para 5,5%, anunciada ontem à noite pelo Copom (Comitê de Política Monetária, do Banco Central), e as expectativas do mercado de que os juros encerrem o ano ainda mais baixos, refletem hoje nas rentabilidades dos títulos públicos, sobretudo nos de longo prazo. Até o meio dia, o IMA-B5+, índice da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) que acompanha os papéis indexados acima de cinco anos, variou 1,54%. Comparando com o mesmo horário de ontem (dia 18), antes da decisão do Copom, a alta era de 0,30%. Já o retorno do IMA-B5, que representa os indexados até cinco anos, teve retorno de 0,59% hoje e de 0,07% ontem.

Entre os prefixados, o IRF-M1+, que reflete os papéis acima de um ano, avançou 0,49% até o meio dia desta quinta-feira. O resultado é superior ao verificado em ativos de prazos mais curtos, representados pelo IRF-M1, que rendeu 0,09%.

 

Sobre a ANBIMA

A ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) representa mais de 250 instituições de diversos segmentos. Dentre seus associados, estão bancos comerciais, múltiplos e de investimento, asset managements, corretoras, distribuidoras de valores mobiliários e consultores de investimento. Ao longo de sua história, a Associação construiu um modelo de atuação inovador, exercendo atividades de representação dos interesses do setor; de regulação e supervisão voluntária e privada de seus mercados; de oferta de produtos e serviços que contribuam para o crescimento sustentável dos mercados financeiro e de capitais; e de educação para profissionais de mercado, investidores e sociedade em geral.