• Impactos da Covid-19.
  • Conteúdos especiais.
  • Eventos.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.
    Português Português (BR)

Boletim de Fundos de Investimentos

Indústria de fundos registra saída de R$ 14,9 bilhões no mês

Em maio, a indústria de fundos registrou, pelo terceiro mês consecutivo, saída líquida de recursos de R$ 14,9 bilhões. Em 2020, acumula resgate de R$ 74,1 bilhões. Ainda que a onda de resgastes não tenha sido revertida, o resultado mensal foi superior ao registrado em abril, quando teve saída de R$ 86 bilhões. A classe ações, manteve entrada líquida de recursos – desde janeiro de 2019 essa classe não apresenta resgate líquido mensal – e a classe multimercados voltou a apresentar captação líquida positiva, o que sugere que os investidores estão voltando a investir em ativos de maior exposição ao risco.

Os multimercados registraram a maior captação mensal em 2020, R$ 3,4 bilhões. No resultado anual, esta classe totaliza entrada de R$ 16,3 bilhões. A classe ações, apesar do resultado tímido em maio, teve captação líquida de R$ 391 milhões e acumula o melhor resultado no ano, com captação líquida de R$ 48,4 bilhões.

GF1_FI_202006.png

Já a classe renda fixa apresentou saída líquida em maio de R$ 11,9 bilhões. Apesar do resultado ainda ser negativo, é inferior ao registrado em abril e em março desse ano, quando apresentou resgate líquido de R$ 57,3 bilhões e R$ 41,8 bilhões, respectivamente. No ano, acumula saída de R$ 131,1 bilhões.

GF2_FI_202006.png

Em relação as rentabilidades, a maior parte dos tipos ANBIMA apresentou resultado positivo no mês. Na classe renda fixa, o tipo duração baixa grau de investimento teve ganho de 0,27%. Na classe multimercados, o tipo livre rentabilizou 1,56%. O tipo ações livre, da classe ações, teve retorno de 7,9%.