• Empresas fiscalizadas.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.

Notícias

Nova plataforma vai promover a diversidade e a inclusão em instituições financeiras

Rede ANBIMA de Diversidade e Inclusão aposta no conhecimento e na troca de experiências entre empresas para avanço em pautas sociais

62d6f377cebcf9159a72d33b.png

Lançamos hoje, 20 de julho, a Rede ANBIMA de Diversidade e Inclusão, plataforma para fomentar a diversidade e a inclusão no mercado financeiro por meio de iniciativas que eduquem, instrumentalizem e estimulem as instituições financeiras a trabalharem o tema.

“A Rede ANBIMA de Diversidade e Inclusão é resposta a uma demanda do próprio mercado, que vem dando cada vez mais importância ao tema e viu na ANBIMA a oportunidade de um trabalho conjunto com alto potencial de acelerar a transformação do mercado”, explica Gilberto Costa, coordenador do Grupo de Trabalho de Diversidade e Inclusão.

Uma das premissas da Rede é conectar as instituições financeiras, promovendo debates e a troca de experiências relacionadas aos temas sociais. “Esse não é um tema novo e muitas empresas já mudaram paradigmas, testaram iniciativas, já avançaram e podem compartilhar suas experiências com quem ainda não teve essa oportunidade,” explica Costa. “Os grandes conglomerados, por exemplo, estão mais avançados nessa pauta e têm muito a compartilhar com os bancos de atacado, plataformas de investimento e gestoras de recursos.”

A rede foi estruturada com base na pesquisa Diversidade e Inclusão nos Mercados Financeiro e de Capitais, que realizamos em 2021 para entender o que as instituições financeiras pensam sobre o tema, como atuam e como o mercado tem evoluído em práticas de diversidade e inclusão. O levantamento mostrou que 52% dessas empresas têm políticas para tratar do tema, mas nem todas elas têm uma atuação estruturada e regular: apenas 24% definiram metas e 35% têm indicadores e dashboards para acompanhar os avanços, dois fatores essenciais para obtenção de bons resultados.

“A experiência do mercado tem sido de começar a trabalhar com diversidade e inclusão de forma mais espontânea e só depois esse esforço é formalizado em políticas e trabalhado de forma mais estruturada,” comenta Marcelo Billi, superintendente de Comunicação, Educação e Certificação. “A Rede ANBIMA tem o desafio de oferecer insumos para que as instituições possam avançar em suas estratégias e estruturá-las de forma a obter melhores resultados”. 

Para isso, a agenda de atividades da Rede é desenhada com foco na institucionalização do tema nas instituições, no aumento da representatividade e no estímulo à adoção da cultura inclusiva. A proposta é que na ponta final aconteça a inclusão de mulheres, da população negra, das pessoas com deficiência, da comunidade LGBTQIA+ e das multigerações no mercado. 

“É um grande desafio, mas a pesquisa mostrou que as instituições consideram diversidade e inclusão importantes e esperam avançar na pauta nos próximos anos”, explica Billi. De acordo com levantamento da ANBIMA, apenas 16% das instituições associadas consideram ter uma atuação estruturada e regular. As demais disseram ter compromisso firmado, atuação pontual ou estão pelo menos interessadas em começar a trilhar suas jornadas de diversidade e inclusão. Nenhuma empresa disse não ter interesse no assunto. 

A Rede ANBIMA de Diversidade e Inclusão começa suas atividades em agosto com workshops que vão ensinar como começar a trabalhar com o tema em instituições financeiras. Serão 9h de conteúdo sobre a importância do tema como um diferencial competitivo para os negócios, conscientização e barreiras inconscientes e a gestão de diversidade e inclusão. Em paralelo, também serão realizados encontros para troca de práticas e experiências entre as instituições, chamados de Diálogos da Rede, e encontros de mentoring entre as instituições que queiram se aprofundar nessa troca. Também será lançado um site com conteúdo educativo, um banco de práticas, lista de vagas afirmativas e demais informações sobre a Rede.

A agenda de 2022 será encerrada com um encontro entre CEOs para discutir as oportunidades e desafios de se aprofundar nessa pauta. “O engajamento da alta liderança é essencial para que o tema se desenvolva em todas as esferas das instituições,” explica Costa. “Nossa pesquisa mostrou que 84% dos líderes já se envolvem com a pauta em suas instituições e vamos auxiliar a transformar esse engajamento em ações práticas.”

divulgacao_03.png

COMO PARTICIPAR
Os interessados em fazer parte da Rede e participar das atividades devem entrar em contato pelo e-mail rededei@anbima.com.br e informar nome, instituição e área de atuação. É preciso ser funcionário de uma instituição associada à ANBIMA. Os públicos-alvo são profissionais das áreas de gestão de pessoas, sustentabilidade, diversidade e inclusão ou que tenham poder gestor para promover a transformação dentro das instituições.

A Rede ANBIMA de Diversidade e Inclusão nasceu de um trabalho realizado por meio do Grupo de Trabalho de Diversidade e Inclusão, que conta com a participação de quase 30 instituições financeiras associadas. A elaboração e implementação de uma agenda de promoção da diversidade nos mercados financeiro e de capitais é uma de nossas prioridades estratégicas para 2022.

 

Notícias relacionadas

Não foram encontrados resultados para esta consulta.