• Impactos da Covid-19.
  • Conteúdos especiais.
  • Eventos.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.

Notícias

Quais lições a indústria de fundos pode tirar da pandemia?

Essa e outras perguntas serão respondidas em live exclusiva para associados, que acontece dia 11 e encerra a série de encontros sobre a nova realidade da indústria de fundos

Executivos da indústria de fundos estarão reunidos para discutir as principais lições e aprendizados tirados da crise. Carlos André, presidente do Fórum de Gestão de Fundos Mútuos e presidente da BB DTVM; Carlos Salamonde, presidente do Fórum de Serviços Fiduciários da ANBIMA e diretor de Investment Services & Operations e Head do Canal Instuticional no Itaú Unibanco; Luiz Chrysostomo, presidente do Fórum de Gestão de Fundos Estruturados e sócio-diretor da Neo Investimentos; e Pedro Rudge, vice-presidente do Fórum de Gestão de Fundos Mútuos e sócio-diretor da Leblon Equities farão parte da nossa próxima live no dia 11 de agosto.

Eles refletirão sobre as mudanças impostas pela pandemia que vieram para ficar, os benefícios trazidos para os players e investidores e o futuro da indústria de fundos. O bate-papo será exclusivo aos associados e acontecerá no Workplace às 12h. Essa é a última de uma série de lives para discutir a nova realidade da indústria de fundos.

Associados que ainda não têm acesso podem entrar em contato pela centraldoassociado@anbima.com.br.

Assista às lives

Os três bate-papos da série estão disponíveis na íntegra no Workplace. O evento da última terça-feira foi sobre segurança cibernética e pode ser conferido também no nosso canal no YouTubeGustavo Kruel (ANBIMA e Dynamo), Adriana Portela (Caixa), Rodrigo Fusco (FLSec) e Roberto Vaimberg (JGP Gestão de Recursos) falaram sobre mudanças impulsionadas pela pandemia, como a implementação do home office e a infraestrutura necessária para suportar o trabalho remoto. Também abordaram os riscos cibernéticos deste novo ambiente e as oportunidades de modernização daqui para frente.

Na segunda live, discutimos os desafios de retomar o trabalho presencial: conhecemos experiências internacionais e refletimos como esse movimento poderá acontecer no Brasil. A conversa foi em inglês, sem tradução simultânea, com Pedro Rudge (ANBIMA e Leblon Equities), Brian Yegidis e Christian Rogers (ambos do Credit Suisse) e Daniel Celano (Schroders).

Já na primeira live, falamos sobre as mudanças trazidas pela experiência de home office que podem ter vindo para ficar, como as assembleias e assinaturas digitas, videoconferências, reuniões online e a própria experiência o trabalho remoto. Pedro RudgeRicardo Mizukawa (ANBIMA e Bram), Richard Ziliotto (Taler) e Felipe Campos (Dynamo) também contaram como foi a adaptação em suas instituições para as atividades durante a pandemia.

Notícias relacionadas

Não foram encontrados resultados para esta consulta.