• Impactos da Covid-19.
  • Conteúdos especiais.
  • Eventos.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.

Notícias

Selic lança plataforma para automatizar batimento de operações de títulos públicos

Instituições estão convidadas a testar o sistema, que fará a checagem das informações de compra e venda dos papéis

As instituições financeiras podem testar as primeiras funcionalidades da Plataforma de Pre-Matching do Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia). Ela fará o batimento (checagem das informações de compra e venda) das operações com títulos públicos de forma automática – hoje, esse processo é realizado por e-mail ou telefone entre as casas que negociam o papel.

“A plataforma otimizará o tempo das instituições. Hoje, gasta-se muita energia na espefrancisco-vidinha-anbima.PNGificação das operações realizadas, pois uma casa precisa entrar em contato com a outra para validar as informações, seja por e-mail ou telefone. Queremos automatizar essa comunicação no pós-trading: ao informar os dados, o batimento será feito automaticamente e será possível acompanhar as operações até que estejam prontas para registro no Selic”, conta Francisco Vidinha (foto), superintendente do Selic. O sistema não será de uso obrigatório, mas facilitará o dia a dia do mercado, ao poupar tempo e dar maior precisão ao batimento de operações.

+ Cadastre-se para receber o Informe Selic gratuitamente em seu e-mail e saber mais novidades sobre o sistema

A primeira fase, que está em homologação, permite cadastrar as informações referentes a uma compra e venda definitiva: qual título foi negociado, quantidade, valor e quem é o outro participante envolvido na operação (comprador/vendedor). É possível ainda consultar os dados ou cancelar o registro. A segunda etapa, prevista para novembro, permitirá o batimento das operações.

O acesso à plataforma pode ser feito por navegador de internet, como Google Chrome, Internet Explorer ou Mozilla Firefox, ou por API (Aplicação de Interface de Programas). As API’s para comunicação com a plataforma foram definidas com a colaboração de instituições associadas que fazem parte da Comissão Selic.

Foram disponibilizados três manuais para auxiliar no uso: um que detalha as funcionalidades, como registro do negócio, checagem, batimento etc., e outros que explicam o funcionamento técnico e as especificações de tecnologia para integrar a plataforma aos sistemas da casa (confira aqui e aqui). Os links para os manuais também estão disponíveis na página do Selic na RTM, dentro da área de notícias.

Qualquer dúvida, basta falar com a área de relacionamento do Selic: 0800 2001054 ou informe.selic@bcb.gov.br.

Próximos passos

A especificação e o batimento das operações estão previstos para entrarem em homologação em novembro. O sistema checará as informações fornecidas pelas duas partes da negociação para confirmar se são compatíveis. Se houver diferença entre as informações fornecidas, as partes receberão um comunicado na tela ou por meio das API’s, permitindo a correção das informações.

Somente quando as instituições tiverem testado essa segunda parte é que o sistema estará disponível para valer – a previsão é que isso aconteça em dezembro. “A participação do mercado é essencial para o sucesso da plataforma”, explica Vidinha. “Nosso objetivo é que ela atenda às necessidades das casas no dia a dia, por isso o feedback sobre o uso é peça-chave para evoluirmos”, comenta.

Essa é uma iniciativa do Banco Central. “Em 2019, o Selic criou uma área com foco em inovação, e começamos a olhar para aspectos do dia a dia das instituições que poderiam ser facilitados”, explicou Vidinha. O desenvolvimento é acompanhado de perto pela nossa Comissão Operacional Selic, com a participação de cerca de 20 representantes do mercado.

Notícias relacionadas

Não foram encontrados resultados para esta consulta.