• Eventos.
  • Imprensa.
  • Fale Conosco.
    Português Português (BR)

Boletim Renda Fixa

Mercado de renda fixa mantêm rentabilidade positiva em cenário volátil

O mercado de renda fixa sofreu diversos choques nas últimas semanas de março. No lado doméstico, as dúvidas referentes ao ambiente político quanto à reforma da previdência impactaram os rendimentos dos principais ativos, principalmente aqueles de longo prazo. No mercado externo, o temor de uma maior desaceleração do crescimento global fez com que os investidores buscassem ativos de segurança, impactando negativamente os mercados emergentes. Apesar da forte volatilidade registrada – superior a observada na greve dos caminhoneiros -, o IMA-Geral conseguiu manter os ganhos que acumulou ao longo do mês e apresentou variação de 0,56%.

Grafico_1_Volatilidade.png

Os índices de maior prazo que compõem a família IMA, apresentaram as maiores volatilidades. O IRF-M1+, índice de maior prazo dentre os pré-fixados, chegou a apresentar ganho acumulado no mês de 1,21%, mas encerrou o período com variação 0,63%. O IMA-B5+, que apresenta a maior duration de todos os sub-índices, no mês, chegou a acumular 2,30%, depois entrou no campo negativo com perda de 1,99% e por fim, encerrou o mês com 0,43% de ganho.

Grafico_2_Rent. IMAs.png

Nos demais sub-índices o movimento ao longo de março foi menos volátil e todos apresentaram ganhos. O IRF-M1, encerrou o mês com variação de 0,47%. Já o IMA-B5 encerrou o mês com ganho de 0,78%, o melhor resultado mensal dentre os principais sub-indices do IMA.

Em relação à performance dos títulos corporativos, o IDA-IPCA ex-Infraestrutura, apresentou retorno de 0,99%, o maior no mês, acumulando 3,43 % no trimestre. O IDA-IPCA Infraestrutura registrou variação de 0,93%, com rentabilidade no ano de 3,63%, o maior retorno entre os sub-indices do IDA.  Por fim, o IDA-Geral encerrou o mês com ganho de 0,69% e acumula 2,50% nos três primeiros meses do ano.