Notícias

Prefixados de prazos mais longos registram retorno mensal de 1,63%

Em março, a perspectiva de redução acelerada da taxa Selic para os próximos meses manteve os retornos positivos nos títulos do segmento. Segundo o Boletim ANBIMA de Renda Fixa, a carteira de títulos públicos em mercado, representada pelo IMA‐Geral, apresentou performance de 1,22%. Os títulos prefixados, refletidos pela trajetória do IRF‐M, foram os que mais se valorizaram, especialmente aqueles de maior duration. O IRF‐M 1+, que espelha os títulos prefixados com prazo acima de um ano, variou 1,63%, enquanto o IRF‐M 1, composto por títulos de até um ano, apresentou retorno de 1,12%.

Receba os boletins gratuitamente. Cadastre-se!
Mercado de capitais: volume de captações das companhias brasileiras cresce 139% no primeiro trimestre

Fundos: captação líquida tem recorde de R$ 108,6 bilhões no primeiro trimestre

No caso das NTN‐Bs, o IMA‐B5+, carteira de maior duration entre os índices de renda fixa e que reflete os títulos acima de cinco anos, apresentou retorno de 0,88%, abaixo da performance do IMA‐B 5 (NTN‐Bs até cinco anos), que variou 1,39%. Esse resultado decorreu da trajetória volátil dos índices com prazos mais longos, que foram mais suscetíveis à mudança de humor dos investidores nos momentos de incerteza política e econômica ocorridos ao longo do mês.