• Impactos da Covid-19.
  • Conteúdos especiais.
  • Eventos.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.
    Português Português (BR)

Boletim de Fundos de Investimentos

Indústria de fundos registra saída de R$ 91,1 bilhões no mês

Em abril, a indústria de fundos de investimento registrou saída de recursos na ordem de R$ 91,1 bilhões, maior resgate mensal desde 2002. Em 2020, ela acumula saída líquida de R$ 69,6 bilhões. Entre as classes de fundos ANBIMA, renda fixa apresentou o pior resultado, no mês e no ano, com resgate de R$ 58,6 bilhões e R$ 120,8 bilhões, respectivamente. O tipo mais representativo, duração baixa grau de investimento, resgatou R$ 46,1 bilhões em abril, elevando o resultado negativo para R$ 123,1 bilhões, no ano.

G1_FI_202005.png

A classe multimercados foi na mesma direção, com perda de R$ 13,4 bilhões, em abril, mas ainda mantém saldo positivo no ano (R$ 9 bilhões). O único tipo dessa classe que encerrou o mês no campo positivo foi o investimento no exterior, com entrada líquida de R$ 2,2 bilhões; no ano esse tipo acumula captação de R$ 11,4 bilhões.

A classe ações registrou o primeiro resultado mensal negativo no ano, com saída de R$ 637,9 milhões, e apresenta a maior captação da indústria em 2020, R$ 44,3 bilhões. O tipo ações livre, de maior PL dentro da classe, encerrou o mês com captação de R$ 295,2 milhões e apresenta no ano a maior captação da classe, R$ 26,3 bilhões.

G2.2_FI_202005.png

Em relação às rentabilidades, quase todos os tipos das principais classes (renda fixa, ações e multimercados) apresentaram variação positiva, refletindo o cenário menos volátil dos mercados financeiros. Dentro da classe ações, o tipo livre encerrou o mês com ganho de 12%. No tipo multimercados livre, a variação foi de 2,09%. Na classe renda fixa, com resultados mais tímidos, o tipo duração baixa grau de investimento registrou no mês rentabilidade de 0,09%.