• Empresas fiscalizadas.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.
    Português Português (BR)

Boletim de Fusões e Aquisições

Anúncios de fusões e aquisições registram aumento de 20,0% no ano

 

Os anúncios de fusões e aquisições em 2019, envolvendo aquisições de controle, incorporações e vendas de participações minoritárias, totalizaram R$ 108,6 bilhões, um aumento de 20,0 % em relação ao mesmo período do ano passado. Houve, porém, queda no número de negócios, já que este volume correspondeu a 55 anúncios contra 58 ocorridos em 2018.

ma1.png

 

O segmento de petróleo e gás foi predominante, representando  44,6% do volume negociado e que correspondeu à apenas 9,1% das operações. Esse resultado decorre, sobretudo, da operação da TAG (Transportadora Associada de Gás), vendida pela Petrobrás, com valor anunciado de R$ 34,2 bilhões. Outros setores com participação relevante no volume foram Comércio e Atacadista e Varejista (14,0%), Transporte e Logística (7,4%) e TI e Telecomunicações (7,3%). O segmento de energia elétrica foi o que apresentou o maior número de operações com oito negócios, seguido do TI e Telecomunicações e Outros Serviços com seis cada.

   

Os private equities tiveram participação de 7,2% nas operações de M&A no primeiro semestre deste ano. Esse resultado foi bem abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, quando essa parcela correspondeu à 19,0% do total, e também da média dos últimos três anos, 15,5%. . O volume de investimento foi superior ao do desinvestimento - R$ 6,2 bilhões contra R$ 0,1 bilhões, tendência oposta na comparação do mesmo período de 2018, quando os desinvestimentos foram superiores (R$ 6,3 bilhões contra R$ 1,7 bilhões). O pagamento em dinheiro continuou sendo o meio mais representativo na liquidação das operações com 84,6% do total seguido do pagamento de ações com 10,3%.

 

ma2.png

 

 

A aquisição de empresas estrangeiras comprando de brasileiras manteve-se preponderante dentro do perfil de negócios do segmento, representando 57,3% do volume total, contra 25,3 % do primeiro semestre do ano passado. A aquisição entre empresas brasileiras, que foi de 67,8% nos primeiros seis meses de 2018, caiu para 21,4% no primeiro semestre deste ano.