• Impactos da Covid-19.
  • Conteúdos especiais.
  • Eventos.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.

Notícias

Guia de cibersegurança traz orientações para os desafios do trabalho remoto

Documento divulgado em conjunto com membros da IIFA incorpora os aprendizados da pandemia no planejamento da segurança cibernética

Publicamos hoje, como parte de uma iniciativa global, um guia com noções básicas de um programa de segurança cibernética com foco nos desafios trazidos pela pandemia. Trata-se de uma ação continuada proposta pela IIFA (Associação Internacional de Fundos de Investimento) que, nesta segunda edição, conta com a participação de 14 associações representativas da indústria de fundos em seus países. O material, disponível gratuitamente, reúne orientações sobre seis aspectos da cibersegurança em português e em inglês, além de indicar fontes de informações para auxiliar as instituições a aprimorarem seus planos de continuidade de negócios.

 

Conheça o guia Noções Básicas do Programa Complementar de Segurança Cibernética

 

"Alguns aspectos de segurança cibernética se destacaram no contexto da pandemia, já que o ambiente doméstico passou a se conectar com a empresa, com o agravante de que as redes domésticas nem sempre são plenamente confiáveis”, comenta Zeca Doherty, nosso superintendente-geral e presidente da IIFA. “Com o guia, pretendemos ajudar a indústria de fundos a avaliar se as medidas adotadas foram suficientes ou se é preciso aprimorar algum aspecto relacionado à cibersegurança, para que no futuro, quando revisarem seus planos, levem em conta as orientações apresentadas", completa.

 

As recomendações contidas no documento abrangem seis tópicos, incluindo planejamento da continuidade de negócios e considerações sobre o trabalho em casa. O guia ressalta que os eventos de 2020 devem trazer mudanças permanentes na forma como as empresas elaboram seus planos de contingência, passando a contemplar estratégias para interrupções de grande escala e trabalho remoto de longo prazo.

 

Além da ANBIMA, participam da divulgação conjunta do Cybersecurity Day as associações que integram o comitê de segurança cibernética da IIFA: AAFM (Chile), AFG (França), AMAC (China), Amfi (Índia), Asisa (África do Sul), BVI (Alemanha), Efama (União Europeia), HKIFA (Hong Kong), ICI (Estados Unidos), Ific (Canadá) Irish Funds (Irlanda), Jita (Japão) e Kofia (Coreia do Sul).

 

+Veja as recomendações divulgadas no Cybersecurity Day de 2019

 

Nossas ações

Estratégias de cibersegurança estão na pauta permanente da ANBIMA. Nosso Grupo Consultivo de Cibersegurança, responsável por elaborar e conduzir a agenda estratégica de segurança cibernética da Associação, atua em diferentes frentes de trabalho. Neste momento, estamos revisando o Guia de Cibersegurança, de modo a incorporar ao documento os aprendizados da pandemia. O grupo multidisciplinar, formado por executivos do mercado, sugere que as orientações sejam amplamente divulgadas ao mercado, pois a segurança cibernética é vista como um risco sistêmico.

Notícias relacionadas

Não foram encontrados resultados para esta consulta.