• Empresas fiscalizadas.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.

Notícias

Ofertas de ações são destaque no mercado de capitais e somam R$ 5,8 bi em janeiro

Emissões de renda variável representam a maior parcela (30,5%) do volume total registrado no mês

As empresas brasileiras foram responsáveis por movimentar R$ 5,8 bilhões em ofertas de ações durante o mês de janeiro. De acordo com o Boletim de Mercado de Capitais, o montante representa a maior parcela (30,5%) do total de emissões no mercado de capitais no período, que chegou a R$ 19 bilhões (volume este que representa alta de 20,7% em relação a janeiro de 2020).

O destaque nas operações de renda variável foi para os follow-ons (ofertas subsequentes), que registraram R$ 5,3 bilhões. Os IPOs (ofertas iniciais de ações) somaram R$ 486 milhões. Para os próximos meses, já estão em análise 42 novos IPOs. “Essa fila de emissões aguardando para sair mostra que a alta no mercado de ações verificada no ano passado pode continuar ao longo de 2021”, afirma nosso vice-presidente, José Eduardo Laloni.

Entre os interessados na compra das ações colocadas em mercado durante janeiro, os fundos de investimento se sobressaíram: ficaram com 54,2% do volume total, seguidos dos investidores estrangeiros e institucionais, com parcelas de 25,5% e 18,7%, respectivamente. “O apetite dos fundos foi importante para manter o mercado de renda variável aquecido em 2020. É mais um fator derivado dos juros baixos, que incentivam a procura por papéis com maiores oportunidades de retorno”, completa Laloni.

Os fundos imobiliários (produtos considerados híbridos entre renda fixa e variável) mantiveram a performance positiva registrada desde 2018. Em janeiro, captaram R$ 4,1 bilhões, resultado 74,5% acima do verificado no ano passado (R$ 2,4 bilhões).

Na renda fixa, as captações com debêntures chegaram a R$ 4 bilhões em janeiro, o que revela queda de 37,2% em relação ao primeiro mês de 2020. Os CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários) e CRAs (Certificados de Recebíveis do Agronegócio) também tiveram resultados menores do que no ano passado: acumularam R$ 1,2 bilhão e R$ 200 milhões, respectivamente, contra R$ 2,3 bilhões e R$ 1,1 bilhão no ano passado.

+ Assine nossas publicações gratuitamente
 

Captações no mercado externo
As captações das companhias brasileiras no mercado externo somaram US$ 5,2 bilhões, contra US$ 5,7 bilhões em janeiro de 2020. Do total, US$ 4,7 bilhões corresponderam a operações de dívida (bonds) e US$ 512 milhões de renda variável.

A partir da edição de janeiro de 2021, o Boletim de Mercado de Capitais passa a contar com o monitoramento das ofertas de ações realizadas pelas empresas locais diretamente em bolsas estrangeiras. Até então, eram contabilizadas apenas as operações realizadas por meio de ADRs (também estão consideradas nas novas edições dos boletins as emissões que aconteceram em períodos anteriores).

Confira o Boletim de Mercado de Capitais

Notícias relacionadas

Não foram encontrados resultados para esta consulta.