• Eventos.
  • Imprensa.
  • Fale Conosco.
    Português Português (BR)

Boletim Renda Fixa

IMA-Geral registra retorno de 0,97% em julho

Após a forte valorização dos ativos em junho, que refletiu as expectativas de redução na taxa de juros pelos investidores, o IMA-Geral apresentou ganho de 0,97% em julho, acumulando no ano uma valorização de 8,95%. A aprovação em primeiro turno do texto-base da reforma da previdência em 12 de julho confirmou um ambiente a favor de juros menores, em um contexto doméstico de inflação abaixo da meta com baixo dinamismo de atividade e de um cenário externo em que neste momento os principais bancos centrais têm incentivos para reduzir suas taxas de juros.  

Grafico1_RF_201908.png

Como ocorreu no primeiro semestre, os títulos de longo prazo apresentaram os melhores retornos em julho. O IMA-B5+, que apresenta a maior duration da família IMA, registrou variação de 1,51% no mês e acumula ganho de 22,95% em 2019. Nos títulos pré-fixados com duration acima de um ano, representados pelo IRF-M1+, o ganho mensal e anual foi de 1,27% e 9,72%, respectivamente.

Entre os ativos de curto prazo, os pré-fixados com prazo de até um ano, representado pelo IRF-M1, apresentaram a maior rentabilidade dos últimos meses, com ganho de 0,72%, em julho. Esse movimento reflete a percepção de que o corte de juros para este ano provavelmente será maior do que estava previsto anteriormente pelo mercado. O IMA-B5 encerrou o mês com variação de 0,97%. O IMA-S, por sua vez, teve ganho de 0,57%.

Grafico2_RF_201908.png

O IDA (Índice de Debêntures ANBIMA) ficou em linha com o movimento do mercado e encerrou o mês com ganho de 0,6%. Todos os subíndices que o compõem apresentaram variações positivas, sobretudo os indexados ao IPCA, que utilizam as NTN-Bs como base de referência para sua precificação. O destaque no mês ficou com o IDA – IPCA ex-Infraestrutura, com retorno de 1,07%.