• Empresas fiscalizadas.
  • Fale Conosco.
  • Imprensa.
    Português Português (BR)

Boletim Renda Fixa

Incerteza fiscal afeta títulos públicos em mercado

Em outubro, o destaque foi a desvalorização de 1,31% da carteira dos títulos públicos em mercado (IMA-Geral). O anúncio da proposta que altera o teto de gastos se mostrou suficiente para gerar incertezas fiscais e derrubou os preços desses ativos, sobretudo aqueles de longo prazo.Titulos longos.png

O subíndice IMA-B5+, que reflete o comportamento dos títulos indexados à inflação e com prazo acima de cinco anos, apresentou perda de 3,87% no mês, o que reduziu ainda mais seu rendimento em 2021, que saiu de -6,63% em setembro para -10,25% em outubro. Em direção semelhante, o IRFM1+, que representa os títulos pré-fixados de prazo acima de um ano, exibiu variação de -3,44% e -9,10%, mês e ano, respectivamente.

O resultado do IPCA-15 (1,20%), bem acima daquele esperado pelo Grupo Macro da ANBIMA (0,70%), comprometeu a rentabilidade dos títulos de prazos mais curtos. Os pré-fixados até um ano de vencimento, expressos pelo subíndice IRFM1, recuaram 0,54%. Mesmo assim, entre janeiro e outubro esses títulos mantêm performance positiva de 1,23%. O IMAB5, carteira dos títulos indexados à inflação e de prazo até cinco anos, apresentou rendimento negativo de 1,24% no mês, enquanto acumula variação positiva de 1,22% em 2021.

Os títulos indexados à taxa Selic diária mantêm trajetória de valorização, reforçada agora com a sinalização do COPOM (Comitê de Política Monetária) de que o aperto monetário será ainda mais contracionista. Com isso, a rentabilidade do IMA-S em outubro alcançou 0,58% e continua sendo o melhor desempenho entre os títulos públicos para este ano (3,23%).

No lado dos títulos da dívida corporativa, aqueles indexados à taxa diária de curtíssimo prazo também se destacaram em outubro. O IDA-DI (carteira de debêntures indexadas ao DI diário) apresentou 0,68% de retorno, ampliando sua performance para 6,01% em 2021. Em seguida, tanto o IDA-IPCA Infraestrutura (que reflete as debêntures de infraestrutura em mercado) quanto o IDA-IPCA ex-Infraestrutura registraram variação negativa no mês, com o primeiro sendo de 1,41% e o segundo de 1,78%. Ainda assim, acumulam no ano valorização de 1,41% e 3,60%, nesta ordem.Titulos de curtissimo prazo.png